Qual a duração ideal do seu curso online?

O período que um curso online deve durar depende de muitas variáveis e é preciso acertar a mão para não perder o potencial do seu conteúdo. Veja como fazer isso

Quando pensamos em criar um curso online, logo nos vem um leve frio na barriga junto com dezenas de dúvidas. Quais temas abordar, nomes e chamadas ideais, por onde começar, onde divulgar e qual a melhor duração para o conteúdo são algumas das perguntas que assombram os professores digitais de primeira viagem.

Felizmente, com um passo de cada vez, é possível ir sanando essas dúvidas e se tornando cada dia mais experiente e confiante para finalmente fazer a sua estreia no e-learning.

Agora, falando em estreia, o ideal é começar com tudo bem redondinho, para que você tire o máximo proveito do potencial do seu curso online desde o primeiro dia.

E uma das coisas que podem ajudar – ou atrapalhar, dependendo de como for feito – a atingir esse potencial todo é a duração do seu conteúdo.

Isso serve tanto para a duração das aulas individuais quanto para o tempo que seus alunos levarão para completar o conteúdo como um tudo.

Por isso, vamos a alguns pontos que podem fazer você maximizar seus resultados:

Lembre-se das vantagens do e-learning

O e-learning é uma forma de ensino recheada de características que podem ser vistas como vantagens tanto para os alunos quanto para os professores e as plataformas.

Dentre elas, podemos dizer que as principais (os pontos mais fortes) são a flexibilidade e a liberdade.

Essas duas permitem que o conteúdo seja criado e consumido a qualquer hora e qualquer lugar.

Com isso em mente, vamos parar para pensar um momento e tentar descobrir mais alguns benefícios atrelados à flexibilidade e liberdade, e que também sejam atrativos para os alunos:

  • É ideal para pessoas que trabalham e/ou têm pouco tempo para os estudos;
  • Pode ser consumido a qualquer momento, como no almoço, dentro do ônibus ou no carro;
  • É possível consumir o conteúdo no seu próprio ritmo.

Considerando esses fatores, e outras possíveis situações que as pessoas que optaram pelo e-learning irão se encontrar, fica claro que, no quesito de aulas individuais, é preciso apostar numa duração curta a moderada.

Afinal, um conteúdo nesse formato poderá ser consumido de forma muito mais fácil pelos usuários, o que aumenta a taxa de adesão enquanto diminui a sua taxa de evasão (aquelas pessoas que até começaram o curso online mas nunca o terminaram).

Mas o que seriam aulas de duração curta a moderada?

Bem, no cenário mais ideal possível, chegaríamos a essa resposta através de testes, com aulas que variassem de duração entre si, em que as aulas com maior taxa de adesão e menor taxa de evasão levariam consigo a duração ideal para o seu público.

No entanto, se você está começando agora, essa pode ser uma estratégia um pouco avançada.

Assim, podemos partir de uma estratégia mais segura e conservadora.

Dependendo do seu tipo de conteúdo, a facilidade e velocidade que você terá para abordar o assunto e a quantidade total de aulas, podemos dizer que é possível começar com aulas que duram de 5 até 30 minutos.

Esses números tendem a se encaixar nas situações que mencionamos acima, e que geralmente estão atreladas aos principais benefícios do e-learning.

Mas, de qualquer forma, é impossível entregar uma fórmula perfeita com o resultado da duração ideal do seu curso online.

Mais cedo ou mais tarde é extremamente recomendado que você faça alguns testes – e continue fazendo mesmo depois de encontrar um número – para ter certeza que está produzindo conteúdo no melhor formato possível.

Pense no futuro

Falamos sobre a questão de duração do seu conteúdo em um ambiente micro, quando abordamos apenas as aulas de forma individual.

Agora, é hora de olhar para o seu curso online como um todo, e pensar em quanto tempo ele poderá ser concluído de forma completa.

E isso é muito importante por dois motivos:

Primeiro, como já mencionamos acima, a duração do seu curso é um fator determinante para que o seu conteúdo impacte o máximo de pessoas possível.

Ele precisa ser viável de ser concluído, e se adequar aos curtos intervalos de tempo da rotina das pessoas.

E segundo, é muito provável que, como professor digital, a sua carreira não se resuma a um único curso.

Ao longo da sua jornada, você terá diferentes tipos de conteúdos, para diferentes públicos e em diferentes níveis, como iniciante, intermediário e avançado.

Assim, é importante planejar a duração de diversas fases do seu curso já pensando em quando o usuário poderá “terminar um para emendar outro”.

Dessa forma, você pode traçar um planejamento muito maior e também consegue entregar estimativas de duração mais próximas da realidade e motivar o seu público a progredir durante o conteúdo.

Mas, é claro, isso não acontecerá do dia para noite e demandará pequenos (mas importantes) ajustes ao longo do tempo, começando pela duração ideal das suas aulas isoladas.

Agora, é só ficar por dentro de mais conteúdos para sua carreira de professor digital aqui no nosso blog e nos acompanhar no Facebook e Instagram. Lembrando que temos lives todas as terças, no Instagram, às 19h. Esperamos você lá!

sapiumblog

Deixe uma resposta