Entenda o que é necessário para dar aula de pilates e capacite-se

As dúvidas se tornam diversas quando o assunto é sobre quem deveria dar aula de pilates. As perguntas mais frequentes referente ao tema são: “Somente os fisioterapeutas formados podem dar aulas?”, “Quem está cursando a faculdade já pode exercer?” ou “É necessário se cadastrar em algum conselho federal ou regional para obter permissão?”. 

No entanto, estamos aqui para ajudar a esclarecer essas e outras questões. Primeiramente, vamos entender o que é necessário para dar aula de pilates. E ao longo da matéria, iremos apresentar como os órgãos de classe se posicionam diante dessa temática e destacar alguns pontos relevantes para pensarmos a respeito do assunto.

Todos nós sabemos que exercícios malfeitos, decorrentes de orientações para atividades físicas sem um instrutor de pilates devidamente capacitado podem trazer riscos à saúde. E por isso precisamos de um profissional preparado.

Entenda quais os requisitos necessários para dar aula de pilates. | Foto: Freepik.

Segundo a legislação, apenas dois profissionais estão aptos a dar aula de pilates: o fisioterapeuta e o educador físico. Portanto, é necessário ter concluído a faculdade de Fisioterapia ou de Educação Física para poder dar aula de pilates. Isso é exigido, pois um estudante pode não ter todo o conhecimento necessário para atender os clientes de maneira segura.

Se você já possui o requisito citado acima, agora só é preciso fazer um curso de pilates com formação completa (solo e equipamentos). Os estudantes também podem realizar o curso com fins de aprendizado.

O que é necessário para ser instrutor de pilates?

​O primeiro ponto que podemos ressaltar é sobre o termo “instrutor de pilates” que, oficialmente, não deveria ser utilizado pelos profissionais, já que também não é aceito pelos órgãos de classe – apesar de ninguém mais contestar essa terminologia incorreta que se tornou comum nos dias de hoje.

Como já dito anteriormente, para lecionar, você precisa ser profissional de fisioterapia ou educação física. No Brasil, essas profissões são determinadas pelo Conselho Regional de Educação Física (CREF) e Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (CREFITO), que ministram as aulas de pilates. Apesar disso, nenhum desses Conselhos regulamenta os cursos de pilates, justamente por se tratar de uma técnica livre.

Se você já é um profissional formado nessa área, você também pode procurar um curso de formação completa em pilates, uma vez que é essencial pesquisar bastante antes de escolher o curso ideal para você. Além disso, existem várias opções de cursos online que podem ser muito vantajosos.

Outra dúvida muito frequente referente ao tema é: como os dançarinos, bailarinos e terapeutas ocupacionais se encaixam diante dessa especialização? Iremos abordar com mais detalhes no próximo tópico.

Enquanto isso, falaremos sobre uma determinação injusta de que somente profissionais estão aptos a dar aula de pilates. Essa limitação imposta é válida tanto para o Studio Pilates quanto para o Mat Pilates (também chamado de pilates solo, realizado apenas no chão e em um colchonete sem a necessidade de equipamentos). 

As atribuições de ambos profissionais (fisioterapeutas e educadores físicos) são muito parecidas para um método que abrange parte dessas áreas. O condicionamento físico, promoção da saúde e reabilitação corporal fazem parte da rotina desses especialistas, que estão sempre em prol da saúde – sendo a reabilitação exclusiva do fisioterapeuta e o condicionamento físico do profissional de educação física.

Quem pode fazer especialização em Pilates?

Reforçando a ideia​ do que já dito anteriormente sobre especialização na área, somente dois profissionais estão habilitados a dar aula de pilates: os fisioterapeutas e os educadores físicos. 

Conforme o Conselho Federal de Educação Física (Confef) de resolução número 201, do ano de 2010, o pilates é reconhecido como uma modalidade e método de ginástica que deverá ser orientado por profissionais de Educação Física. E, segundo o Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Coffito) de resolução número 386, do ano de 2011, os fisioterapeutas são declarados competentes para a realização dessa técnica, prescrevendo, induzindo o tratamento e avaliando a partir da utilização de recursos, como os cinesioterapêuticos e mecanoterapêuticos.

A respeito dos dançarinos, bailarinos e terapeutas ocupacionais, eis o questionamento: eles são adeptos a dar aulas ou se especializarem em pilates? Para esclarecer de uma vez por todas essa questão: na nossa opinião sim, porém, segundo o CREF e CREFITO, eles não são aptos. 

E a explicação para essa afirmação é simples: Joseph Hubertus Pilates foi o inventor do método pilates de condicionamento físico que, embora não fosse fisioterapeuta ou profissional de educação física, foi um autodidata que estudou de tudo um pouco. Sua esposa, Clara Pilates, foi enfermeira e trabalhou aproximadamente 10 anos com o método de pilates após a morte de seu marido. Fora que, os Elerds (discípulos de Joseph que levaram o método pilates para o mundo) eram bailarinos. E para finalizar: essa lei que limita somente os fisioterapeutas ou profissionais de educação física só existe no Brasil. 

Quanto tempo dura um curso de instrutor de Pilates?

​O tempo de duração da formação em pilates pode variar dependendo da empresa escolhida. Normalmente, o curso tem um tempo de aproximadamente 120 horas totais – contando as horas de curso juntamente com as horas de estágio opcional.

Um dos pontos mais importantes e animadores a se pensar sobre esse tema é o mercado de trabalho para um profissional com formação em curso de pilates. O pilates é uma modalidade cada vez mais procurada por pessoas de diversas idades que buscam por uma melhora em sua qualidade de vida. E apesar de boa parte do País já possuir uma boa quantidade de Studios, você pode montar o seu em áreas que não possuam muita concorrência. 

Abrir um Studio de pilates no seu bairro e tirar várias pessoas do sedentarismo seria uma experiência incrível, não é mesmo? E para tornar esse sonho realidade, você precisa completar o curso de pilates com muito planejamento, vontade e o principal: dedicação.Interessou-se pelo assunto e está à procura de um curso de pilates? A Sapium tem as melhores propostas dessa área para você! Venha conhecer os cursos com as melhores avaliações do mercado e torne-se o mais capacitado dos fisioterapeutas. Acesse o site da Sapium e aproveite os benefícios de uma experiência completa com ensino de qualidade.

sapiumblog

Deixe uma resposta