Aprenda como fazer uma alimentação saudável com os cursos da Sapium

Manter uma alimentação saudável é essencial para o bem-estar e qualidade de vida das pessoas. É muito mais do que uma forma de perder peso, é um estilo de vida que visa a saúde do seu organismo. Seguir dietas ricas em nutrientes, com pratos equilibrados com tudo o que o corpo precisa para ter energia e se fortalecer é o caminho para uma vida melhor.

Para você que não se alimenta muito bem, mas começou a repensar sobre esse assunto e decidiu mudar seus hábitos alimentares, aí vai uma dica: não mude tudo de uma vez, seu corpo vai sentir o baque e vai ser mais difícil se acostumar. Comece aos poucos na vida dos alimentos saudáveis, fazendo uma mudança gradativa e que com certeza será mais eficiente.

Sendo assim, continue a leitura para ter dicas de como criar uma rotina alimentar saudável e entender sobre bons hábitos alimentares para crianças!

Como ter uma alimentação saudável: acrescente frutas, legumes e verduras nas refeições. | Foto: Freepik.

Como criar uma rotina alimentar?

Como mencionamos, é recomendável começar a criar uma rotina mais saudável aos poucos. Cortar tudo de uma vez não é a solução ideal, uma vez que pode aumentar as chances de ter recaídas em dias que bater a saudade de comer algo frito, gorduroso ou doce.

Comece diminuindo a quantidade de doces que você come durante a semana e foque nisso até perceber que conseguiu se acostumar com menos açúcar na sua alimentação. Depois, diminua frituras, comidas muito gordurosas e todos os vilões da alimentação saudável.

É interessante deixar os finais de semana como os dias de folga da dieta, assim você pode dar uma escapada e comer as coisas gostosas que você sente falta, mas claro, sempre com equilíbrio. Há uma exceção em casos de extremo perigo, onde o médico afirma que você precisa cortar tudo de uma vez, mas apenas vale quando um profissional te dá esse alerta.

Confira as outras dicas de como manter uma alimentação saudável seguindo a rotina:

1. Crie metas e estabeleça prazos para organizar a mudança alimentar

Como tudo na vida, definir suas metas e estabelecer prazos, tudo com organização, torna mais fácil a mudança de hábitos alimentares. Ao cortar um alimento, pense na quantidade que você vai comer durante o dia e em quanto tempo vai seguir esse valor até reduzir ainda mais.

Crie uma espécie de cronograma alimentar, focando em tudo o que você precisa adicionar e retirar das refeições. Dessa maneira, você vai acabar se impulsionando a consumir até o que não gosta e trocar aos poucos os alimentos “ruins” por alternativas mais nutritivas.

2. Se alimente de três em três horas

Em vez de ficar horas sem comer e atacar tudo o que tem pela frente, acabando comendo demais no momento da refeição, procure se alimentar de maneira equilibrada de três em três horas. Esse hábito faz toda a diferença, já que ajuda a manter os níveis de glicose estáveis e aumenta a sensação de saciedade, assim você sempre vai manter uma quantidade de comida correta para não exagerar ou ficar escapando e comendo alguma besteira.

3. Acrescente legumes, verduras e frutas nas suas refeições

Todo mundo sabe que comer frutas, verduras e legumes é ótimo para a saúde. O fato é que na hora de fazer a sua dieta, não adianta apenas comer pouco e cortar o que não é saudável. Bons hábitos alimentares também significam o fortalecimento do corpo através de nutrientes, vitaminas e tudo o que for benéfico para o organismo.

Por isso, além da vantagem de não serem industrializados, esses alimentos fazem muito bem para o organismo por causa da função antioxidante, que previne diversas doenças e até o câncer. O recomendado é consumir seis porções por dia, sendo três frutas e três legumes/verduras. Mas, se você comia pouco ou quase nada desse tipo de alimento, o ideal também é começar aos poucos, experimentar coisas novas e variar o cardápio.

4. Faça versões mais saudáveis de alimentos calóricos

Procurar versões mais saudáveis de comidas calóricas é outra dica essencial para te auxiliar na mudança de hábitos alimentares. Doces em geral e salgados ricos em gorduras ruins são tentadores e todo mundo gosta de alguma coisinha “proibida” às vezes. Por isso, é interessante reformular essas receitas transformando esses alimentos em algo menos prejudicial à sua dieta.

Por exemplo, na hora de fazer um bolo, substitua a farinha tradicional por trigo integral, o leite normal pelo desnatado e em vez de açúcar refinado, o açúcar mascavo pode ser uma ótima opção. Outro truque bem legal é preferir sempre o forno quando for preparar algo que costuma ser servido frito.

Alimentação saudável para crianças

Agora, vamos entender o que muda nos hábitos alimentares saudáveis quando se trata de crianças. Segundo dados apurados pelo Ministério da Saúde no Brasil, a obesidade infantil afeta 3,1 milhões de crianças menores de 10 anos no país.

Além desse grave problema da obesidade, existem diversos outros fatores que precisam ser considerados na saúde das crianças, afinal, estão em fase de crescimento e precisam obter os nutrientes, minerais e energia necessários para se desenvolverem bem, crescendo realmente saudáveis.

Os primeiros passos para manter a alimentação de uma criança saudável é evitar que ela coma muitas guloseimas repletas de açúcar e gordura, com pouco valor nutricional. Se a criança comer esses doces e salgados gordurosos constantemente, ela pode viciar e realmente perder o gosto por outras comidas.

Também é muito importante o acompanhamento médico, para sempre verificar se tudo está indo bem. Uma criança com alimentação equilibrada e nutritiva é uma criança que tem um bom desenvolvimento físico, mental e bom desempenho escolar, ajudando até em casos de depressão na adolescência.

Além disso, se a criança come de tudo melhor ainda, continue incentivando ela a comer legumes, frutas e verduras, porém, se é uma criança mais complicada para se alimentar, a dica é sempre incentivá-la a olhar a comida com outros olhos. Faça lanches divertidos, apresente as refeições de maneira que encante a criança, seja colocando as frutas cortadas em formato de estrela ou fazendo uma carinha feliz no prato com o famoso brócolis.

Confira os nutrientes fundamentais de uma boa alimentação para crianças:

  • Proteínas (fundamental para o crescimento e desenvolvimento cerebral);
  • Carboidratos (energia);
  • Verduras e frutas (vitaminas e minerais);
  • Beber muita água, a hidratação é fundamental.

A alimentação saudável, tanto para crianças quanto para adultos, é a garantia de uma vida melhor. Não perca tempo e comece a cuidar mais da sua saúde e ver o que é melhor para o seu organismo. Siga o famoso ditado “Você é o que você come!”.

A Sapium disponibiliza diversos cursos que podem te ajudar a ter uma alimentação saudável e, consequentemente, uma melhor qualidade de vida. Acesse nosso site e aprenda sobre como prevenir e tratar a obesidade infantil, receitas de lanches saudáveis, como melhorar o colesterol com a alimentação e muito mais!

sapiumblog

Deixe uma resposta