Como usar as redes sociais a favor do seu curso online

As redes sociais são algumas das principais ferramentas para impulsionar e determinar o sucesso do seu curso online; confira abaixo algumas dicas de como utilizá-las melhor

Assim como um professor presencial, dedicar seu tempo ao ensino online também exige muito trabalho. A elaboração e atualização de novos conteúdos, cuidado com as gravações e qualidade dos vídeos, programação adiantada para manter sua base de alunos sempre nutrida com aulas e engajar a comunidade a partir de perguntas e respostas ou postando dicas rápidas e relevantes off-class.

A vida de um educador é corrida, mas certamente é movida por um grande propósito que traz uma satisfação diária para cada vida mudada através do ensino.

Com uma agenda lotada de aulas o tempo todo, a rotina acaba ficando muito movimentada para se aprofundar em outros temas, como entender melhor o mundo do marketing digital.

Se você dá aulas online ou pretende começar, já deve ter ouvido falar do quanto ele, junto com as redes sociais, podem ser importantes para o sucesso do seu conteúdo – na verdade, fundamentais.

Pensando nisso, elaboramos um compilado de dicas rápidas para que você continue fazendo o que faz de melhor e ainda consiga contar com uma comunicação eficiente e que ajude a levar o seu conhecimento ainda mais longe! Confira abaixo:  

Escolha as redes que irá trabalhar

Existem diferentes tipos de redes sociais – ainda que seja diferente de mídias sociais – hoje em dia, sendo possível citar como as principais o Facebook, Instagram e LinkedIn.

Você já deve saber disso, mas escolher quais serão os seus canais de comunicação é essencial para um bom trabalho de marketing digital.

E a melhor maneira de fazer isso é analisando o perfil da rede, com o perfil do seu conteúdo.

Atualmente, existem mais de 3 bilhões de usuários ativos nas redes sociais, o que já nos faz pensar que as opções de segmentação são enormes. Mas, antes mesmo de segmentarmos o público, devemos separar qual conteúdo trabalharemos em cada uma delas.

Veja bem:

  • O Facebook é uma rede com maior foco em relacionamentos entre as pessoas, com grande disseminação de memes e conteúdos interativos, além da criação de grupos;
  • Já o Instagram funciona como uma espécie de vitrine digital, em que você encontrará um grande foco em fotos, especialmente nos segmentos de beleza e moda. O conteúdo temporário (stories) também é uma caraterística da rede. Ainda há vídeos e fotos de temas variados, além de opções de interações entre os usuários, como as marcações em fotos e/ou comentários;
  • No LinkedIn o foco é profissional. Uma rede com o objetivo de criar conexões – o famoso networking–, encontrar e publicar vagas de emprego e compartilhar conteúdos relacionados ao mercado de trabalho.

Com essa breve descrição já identificou qual rede o seu conteúdo pode ter mais afinidade? 

Cursos focados em negócios e construção de carreiras podem tirar maior vantagem do LinkedIn, por exemplo. Mas isso também não significa que você não poderá utilizar as outras redes. Na verdade, elas podem fortalecer ainda mais a estratégia. A chave é casar o seu conteúdo com o que cada uma delas oferece e tirar vantagem de seus pontos fortes.

Redes%20sociais%20para%20divulgar%20seu%20curso%20online.jpg
Estar presente nas redes sociais significa estar presente no dia a dia dos seus alunos

Ao mesmo tempo que você atualiza o LinkedIn com posts estáticos e mais periodicidade, é possível adaptar o seu conteúdo para o formato de stories diariamente no Instagram e ter ainda mais eficiência nos seus posts!

Mas, falando em posts, como eles devem ser?

Conteúdo relevante

Lembre-se de uma coisa sempre que for produzir seu conteúdo: ele deve agregar algo para quem estiver lendo. O usuário estará dedicando um tempo (mesmo que pequeno) à leitura do seu post, assim, se ele sentir que esse tempo foi bem gasto, é muito provável que passe a acompanhar mais do seu conteúdo e interagir mais frequentemente.

Com um material relevante os dois lados ganham, você e o usuário.

Mas o que, de fato, seria um conteúdo relevante?

Tudo aquilo que possa trazer informações e tenha como objetivo educar o usuário. Veja bem, não estamos falando sobre educar apenas pelo segmento que você está, mas porque conteúdos que realmente ajudam as pessoas a resolverem seus problemas e dúvidas são os mais buscados.

E, além disso, você também recebe o bônus de se tornar uma autoridade no assunto, algo extremamente importante para a sua imagem nas redes sociais.

Isso porque, ao se tornar uma autoridade sobre determinado tema, os algoritmos das redes sociais (e também do Google) entendem que você é uma fonte confiável de informação, produzindo conteúdo que as pessoas querem ver e que, portanto, ele deve ser entregue para ainda mais usuários.

Logo, é válido diminuir o número de postagens semanais – caso parte delas não seja de conteúdo relevante – e focar em apenas alguns posts que realmente importam. Muitas vezes menos é mais!


E-book Grátis

Aprenda a utilizar as redes sociais para vender seu curso


Utilize posts patrocinados

Seja qual for a rede que irá trabalhar, é muito provável que você fique limitado pelo alcance orgânico (gratuito).

Isso significa que para ter um resultado significativo é preciso que invista em posts patrocinados. Eles poderão alcançar muito mais pessoas, sendo segmentados e entregues de forma mais eficiente.

O valor para fazer os anúncios depende muito do seu objetivo e da verba que tem disponível, mas podemos adiantar que não são necessários grandes investimentos para resultados satisfatórios.

Às vezes, com apenas R$ 100 é possível conseguir um retorno muito maior com a venda dos seus cursos.

Não esqueça de vender

O objetivo maior aqui é levar a educação adiante, atingindo aqueles que mais precisam. Mesmo assim você precisará fazer um investimento contínuo para manter suas aulas e, portanto, é preciso que ele seja rentável para que você continue fazendo o que ama – e não há problema algum nisso.

Sendo assim, na hora de montar o seu cronograma de postagens, não esqueça de colocar conteúdo com foco em conversão também.

Esses tipos de posts não precisam ter cara de varejo e ainda podem ser relevantes para o usuário mesmo com a finalidade de vender o seu curso.

Resumindo

  • Faça uma análise das redes que você utilizará e tenha certeza de adaptar seus conteúdos a cada uma delas;
  • Produza conteúdo relevante e que gere valor para o usuário, resolva suas dúvidas e faça-o querer segui-lo;
  • Pense na sua presença digital como um investimento, separe uma verba mensalmente para trabalhar seus anúncios e aumentar a efetividade das campanhas. Ajuste o valor deles de acordo com seus objetivos e resultados que forem aparecendo. Não tenha pressa. Roma não foi construída em um dia, portanto, você não terá melhores resultados investindo um monte de dinheiro no começo se depois não nutrir os anúncios da forma correta;
  • Manter o seu curso por um longo período de tempo fará com que seja necessário um constante investimento nele. Logo, é necessário que ele se faça rentável. A boa notícia é que muitas vezes é possível entregar um conteúdo de ótima qualidade por um preço bem acessível. Se quiser saber um pouco mais sobre esse mercado e algumas estimativas de renda, leia nossa matéria aqui.

Para fechar com chave de ouro e sair daqui aproveitando ao máximo das redes, recomendamos que você baixe o nosso e-book sobre como usar as redes sociais para vender seus cursos.

Lá você encontrará algumas dicas extras para aperfeiçoar a sua presença digital. Além do mais, a leitura é rápida e fácil. Baixe já e não perca tempo!
E não esqueça também de nos acompanhar no Facebook e no Instagram.

sapiumblog

Deixe uma resposta