Como empreender na educação?

Com a chegada do novo vírus Covid-19, o início do Lockdown e as escolas e universidades fechadas, muitos educadores se encontraram sem emprego e, assim como outros profissionais, tiveram que buscar se reinventar para pagar as contas e se manter na ativa. Muitas vezes, essa reinvenção veio por meio dos cursos digitais

Nesse contexto, o mercado de educação online tem crescido muito. Não só de educadores buscando se adaptar a essa nova realidade, mas também há uma enorme demanda vinda de pessoas que querem aproveitar esse tempo para investir nos estudos, seja para crescimento pessoal, aprendendo algo que sempre teve curiosidade, como história da arte, filosofia e dança, seja para crescimento profissional, buscando se aperfeiçoar na própria área.

Segundo um levantamento feito pelo Google, em 2020, a procura por instituições de educação a distância cresceu 130%, ou seja, esse é o momento perfeito para você educador começar a empreender e investir em uma plataforma de cursos digitais.

Se você é educador e quer aprender como montar um curso digital, como emitir certificado digital de curso e como criar curso digital, este texto foi feito para você! 

Como começar a empreender na educação?

Primeiro, é interessante saber exatamente qual é o significado de empreender. Olhando apenas para a palavra no dicionário, você irá encontrar definições simplistas, como “criar um novo negócio”.

Mas ouvindo especialistas e observando os empreendedores da internet, verá que criar um negócio é apenas uma consequência de empreender. Empreender é inovar, é criar algo de valor que seja benéfico à sociedade de alguma maneira, trazer soluções e novas maneiras de fazer algo.

A procura por instituições de educação a distância e curso digitais cresceu em 2020 | Foto: Freepik

Olhando para a educação, você deve somente estender esse conceito a área. Por isso, pergunte-se: 

  • Que lacuna eu posso cobrir?
  • O que os meus alunos precisam que eu possa oferecer?
  • O que outros professores na minha área não perceberam que eu percebi?
  • O que eu posso fazer que os outros educadores não estão fazendo?
  • O que eu vejo os meus potenciais alunos buscando que eu possa suprir? 
  • Qual é o objetivo do meu curso e por que ele é relevante?
  • A minha proposta condiz com o dia a dia do aluno?
  • A minha instituição irá atender o Ensino Infantil, Ensino Superior ou serão cursos livres?

É importante lembrar que quem ensina tem que estudar também! Então, faça o dever de casa e pesquise sobre os melhores profissionais da sua área no momento.

Por que empreender na educação digital?

A maior vantagem da internet é que ela é uma grande facilitadora para responder todas as perguntas acima e muitas outras que poderão ajudar você a criar conteúdo. Uma dica é fazer uma conta nas redes sociais, como Facebook e Instagram, para acompanhar o seu público ou melhor, a sua persona.

A persona é uma espécie de personagem fictício que representa o seu público ideal e encobre muito mais do que idade, gênero e região do público-alvo, mas também gostos, hábitos, interesses, preferências e muito mais características podem ser descobertas através da interação com seus seguidores.

Mesmo na era da educação, se aprende muito com os seus clientes – no caso, alunos também -, e a internet proporciona um nível de interação muito maior, o que é um grande facilitador na hora de fazer o seu plano de aula, ou seja, escolher o conteúdo pensando nas necessidades do seu aluno e no objetivo do seu curso. Tudo isso propondo soluções criativas e personalizadas.

Lembrando que as redes sociais devem ser um ponto de partida para levar os seus potenciais alunos à sua plataforma de cursos digitais, que, por sua vez, possui toda a estrutura necessária para a efetivação do curso.

Como começar a empreender no mercado de educação online?

Conhecendo a sua persona, ou melhor, o seu aluno, fica muito mais fácil levar esse empreendimento para frente. Agora que você já se colocou no lugar do discente e é capaz de criar um conteúdo que condiz com o dia a dia dele, é hora de pensar no formato do seu curso digital.

É importante que a plataforma de cursos digitais escolhida tenha um layout prático, que seja fácil percorrer e tenha espaço para interação com os alunos. As videoaulas nas plataformas de cursos digitais não devem ser extensas e cheias de textos. Assim, evite distrações como música de fundo alta, fala prolixa e cansativa, má qualidade de vídeo e de áudio.

Opte pelo uso de muitos conteúdos visuais, como imagens, filmes e infográficos, e faça um conteúdo divertido e interativo. A Gamificação da Aprendizagem, processo pedagógico inspirado nas regras e no design de jogos, tem se tornado cada vez mais comum e eficaz.

Também, fazer parcerias com outros empreendedores da área da educação pode ser a maneira perfeita de crescer nesse meio. Opte por fazer parcerias com professores que também estão online e que possam agregar suas aulas com conhecimentos que talvez você ainda não tenha, mas que há demanda dos seus alunos.

Uma plataforma EAD conta com uma série de facilitadores para o seu empreendimento no mercado de educação online, que contribuem para a gestão de alunos, fóruns, emissão de certificados e métodos de pagamento. Por isso, tenha um e-mail aberto para dúvidas mais específicas de alunos.

Para organizar as finanças, não se esqueça de fazer uma planilha de caixa e uma carteira de cliente para que você possa acompanhar melhor a gestão do seu empreendimento.

Como abrir empresa como instituto educacional?

Antes de abrir a sua plataforma, depois da definição do seu público-alvo, a gestão financeira o ajudará a definir quanto e onde será gasto: haverá sócios ou funcionários? Todo planejamento deve ser registrado para que se possa passar para o próximo passo, a regularização da sua empresa.

Em caso de associação, ou seja, negócio conjunto com no mínimo dois funcionários, a sua empresa deverá ser registrada como sociedade civil e precisará de trâmites como documento assinado por advogado e registro no Cartório de Registro Civil de Pessoas Jurídicas. No caso da firma individual, é necessário obter o Registro da Declaração de firma individual na Junta Comercial. A escolha entre esses dois tipos afetará o valor de imposto pago mensalmente.

Para a maioria dos processos, é necessário apresentar CNPJ, seja na hora de registrar a empresa, como na contratação de colabores e fornecedores, realização de processos bancários e emissão de notas fiscais. Além do registro na junta comercial, é preciso o registro na prefeitura municipal, registro de aparato fiscal e todas as burocracias já conhecidas na abertura de qualquer empresa, como solicitação de alvarás, licenças e cadastro na previdência social. 

Antes de abrir a sua marca e entrar em em uma plataforma de cursos digitais, a regularização da sua empresa é muito importante, pois ajuda a prevenir qualquer problema jurídico.

Qual o investimento necessário?

Estudo

Não adianta criar um curso se o conteúdo não é muito atrativo, por isso, investir em autoconhecimento, workshops, palestras, outros cursos e fazer networking é sempre um ótimo investimento. O mundo digital está cheio de oportunidades, mas também está sempre se atualizando, e você precisa acompanhar o mercado para ter um bom crescimento.

Definição de gastos

A etapa da gestão financeira deve ser anterior a qualquer investimento. A quantia dependerá da quantidade de funcionários, gastos no marketing, produção de conteúdo e design. É possível fazer um curso simples para começar.

Definição de preço

A definição do preço do seu curso leva em conta o quanto você investiu. Mas também, tenha ciência da condição financeira do seu público, se você sabe que o seu público são estudantes universitários de 18 a 24 anos, por exemplo, a quantia deverá ser pensada com cautela.

Marketing pessoal e divulgação

Usar as redes sociais organicamente é ótimo, mas investir em anúncios pagos pode ser ainda melhor se você ainda está começando, pois estimulará um crescimento mais rápido e de custo razoável. Um anúncio diário no Instagram e no Facebook, por exemplo, pode sair a partir de R$ 5,00. 

Agora que você já sabe como começar a empreender no mercado de educação online e como montar um curso digital, que tal procurar uma plataforma para o seu curso online? A Sapium é uma plataforma de cursos digitais que oferece um ambiente completo para alunos e professores. Venha conhecer! 

sapiumblog

Deixe uma resposta