Multitarefas: bom ou ruim?

Ser multitarefa é ter a capacidade de realizar muitas tarefas simultaneamente. Existem diferentes tipos de pessoas, algumas possuem a capacidade de ser multitarefas e mesmo assim fazer com qualidade, porém existem outras que precisam estar focadas em apenas uma atividade para que ela possa ser executada com excelência. 

Uma pessoa com a capacidade de fazer várias atividades possui algumas vantagens diante de pessoas que não conseguem, como: aumentar a produtividade, liberar mais tempo e, em alguns casos, poupar dinheiro. 

Porém cientificamente, uma pessoa multitarefas não faz tudo com eficiência, existe uma falsa ideia de que por estar fazendo várias coisas ao mesmo tempo você está sendo produtivo, mas na verdade a pessoa se desgasta mais, pois quer obter respostas imediatas, por exemplo, responder o email logo que recebe, olhar o celular quando chamam e continuar fazendo a atividade inicial tudo ao mesmo tempo. Nessas pausas para respostas, é possível que exista uma perda de foco, e então precise relembrar tudo o que estava fazendo para dar continuidade, acaba que, ao invés de ganhar tempo, perde, por precisar parar e retomar.

Existe um fato que poucas pessoas sabem, mas ser ágil e querer ser multitarefas estimula a liberação de cortisol, o que afeta todo o seu organismo, desde sua capacidade mental até a densidade muscular. E isso pode afetar a sua produtividade.

Para ser mais produtivo e parar de perder tempo é necessário que exista uma organização e rotina, isso ajuda a manter o foco e planejar melhor o que precisa ser feito com antecedência. Para a ciência é preferível fazer uma atividade de cada vez, com foco e eficiência.

Gostou do post? Deixe seu comentário abaixo!

sapiumblog

Deixe uma resposta