3 dicas de como montar um curso online com grandes resultados para seus alunos

Um curso online deve fazer muito mais que entregar um certificado de conclusão. É preciso que ele tenha um impacto significativo na vida profissional dos seus alunos. Entenda como fazer isso.

Você os vê enquanto rola o seu feed do Facebook, Instagram, nos intervalos comerciais dos programas de televisão, no rádio enquanto dirige, nas placas de outdoor e praticamente em todo lugar que você vá. Estamos falando dos anúncios de EAD. Eles cresceram mais do que nunca e parece que destronaram por completo o ensino presencial – não que isso seja bom ou ruim, contudo, não é verdade.

Há uma grande massificação na comunicação dos cursos EAD, sejam eles livres ou não. Uma das principais razões para isso acontecer é devido ao grande crescimento desse setor nos últimos anos. Os estudantes, professores, instituições e o mercado viram que eles realmente funcionam, portanto, investem mais na sua divulgação.

Porém, com tantos cursos sendo criados e anunciados, vem aquele velho problema qualitativo: nem sempre mais significa melhor. Isso quer dizer que é possível encontrar facilmente muitos cursos online que pouco agregam à vida dos estudantes.

Geralmente, esses conteúdos são criados por aventureiros, pessoas com pouca ou nenhuma ligação com o mundo da educação. Aqueles que veem uma oportunidade de fazer dinheiro fácil, independente dos resultados que possam gerar aos que compram seus conteúdos.

Isso é um problema, pois, como dissemos aqui, o mercado procura mais do que uma lista de cursos no currículo, mas pessoas que tenham aprendido a lidar com o mundo real através do ensino que tiveram.

E é exatamente assim que o seu curso online deve ser. Um conteúdo que tenha um peso muito maior do que um certificado de conclusão estampado no currículo dos seus alunos.

Mas como fazer conteúdo de valor no seu curso e agregar à vida dos estudantes? Confira algumas dicas abaixo:

E-book Grátis

Aprenda a utilizar as redes sociais para vender seu curso

1 – Fique por dentro das tendências de mercado

Bons conteúdos são atualizados constantemente, de acordo com as mudanças do mercado. Se você está lecionando aulas voltadas ao mundo dos negócios, por exemplo, é preciso estar inserido nesse meio para saber o que os profissionais dessa área mais necessitam.

Talvez você ainda esteja preso ao conceito de montar planilhas de Excel muito bem elaboradas e completas, com fórmulas extravagantes e difíceis de serem aplicadas por qualquer um. Enquanto, na verdade, o mercado busque pessoas com habilidades para administrar sistemas modernos de gerenciamento de finanças, que podem trabalhar com muito mais dados e eficiência do que qualquer planilha. 

Converse com empreendedores, diretores e gerentes para saber quais são suas dores e o que mais necessitam na qualificação de profissionais. Essa é uma excelente medida tanto para você quanto para o futuro dos seus alunos.

2 – Fuja de nichos específicos

Qual curso você acredita que tem maior demanda: “Aperfeiçoamento em Gestão de Projetos” ou “Introdução à Gramática do Português Colonial”? Esses podem parecer exemplos absurdos de cursos online, mas acredite, há muito conteúdo por aí que é extremamente específico, para um nicho muito pequeno de pessoas, e que raramente traz algum impacto positivo na vida profissional da maioria dos estudantes.

Lembre-se: estamos falando de maiorias, mas sabemos que todo conteúdo tem o seu valor!

Fugir de nichos tão específicos assim fará com que você encontre mais concorrência, mas também irá direcionar o seu curso online para mais pessoas com grandes chances de se qualificarem profissionalmente. 

3 – Vá além do que é acadêmico

Sabemos que a parte acadêmica e teórica tem sua importância. Mas, como dissemos acima, o mercado busca pessoas que saibam aplicar na vida real aquilo que aprenderam em suas aulas. 

Por isso, na hora de estruturar o seu curso online, tome o cuidado de incluir relatos práticos do tema que você está abordando. Eles podem ser depoimentos de profissionais, experiências próprias e todo tipo de assunto “off-class”.

Não deixe seu conteúdo preso a normas teóricas, longos slides e/ou leituras prolongadas e que podem acabar sendo entediantes. 

Interaja com seus alunos, dê exemplos reais e utilize dos famosos cases de sucesso.

Isso também vale para as atividades extra-aula que você passar aos seus alunos. Às vezes, fugir do questionário básico pode ser muito interessante. Utilize sua criatividade!

E aí vai um bônus: fique por dentro do nosso blog semanalmente, pois aqui você encontra diversas dicas voltadas ao mundo da educação, carreira de professor online e muito mais.Também não se esqueça de nos acompanhar no Facebook e Instagram para ver mais dicas e conteúdos voltados para você!

sapiumblog

Deixe uma resposta