Um guia definitivo para Landing Page

Uma das partes mais importantes do Inbound Marketing e por consequência do Marketing Digital é a landing page. Esta ferramenta auxilia a pessoa a encontrar as pessoas certas no meio digital. Além disso, ao criar landing page, você pode fazer com que o internauta seja um consumidor assíduo de seu conteúdo. Assim, neste texto, explicaremos o que é landing page, como criar e como ela pode ser útil em meios digitais. 

Landing page exemplos. | Foto: Unsplash.

O que é uma Landing Page?

Uma landing page, ou página de destino em português, serve de certo modo para fazer a conversão dos visitantes de um site. Fazendo assim um Call to Action específico, direcionando quem está no site para uma ação específica, páginas simples que evitam distrações do consumidor. Desse modo, a landing page pode transformar uma simples visita ao site em conversão. 

Imagine-se na seguinte situação: você é o professor de geografia que posta conteúdos relacionados ao que você leciona. Todos os meses, milhares ou até milhões de jovens acessam seu blog para entender assuntos de geografia. A princípio isso é bom, mas não gera as vendas de um curso completo que engloba um plano de ensino com tudo da geografia. Nisto, uma landing page que não distraia o jovem e ofereça apenas o curso pode ajudar.

Dentro de uma estratégia de marketing, pode-se usar landing page para preencher um formulário com dados em troca de algum material específico. Isso ocorre, por exemplo, quando se busca distribuir um e-book ou planilha. A landing page faz a conversão dos dados do indivíduo para o material rico que ele recebeu. Contudo, uma landing page também pode conter uma oferta especial, um desconto, a conclusão de uma compra, entre outras coisas.

Como fazer uma landing page

Agora já sabe o conceito de landing page e sua importância para a conversão de possíveis clientes. Mostraremos alguns passos para criar landing page de alta conversão da melhor forma possível. Neste momento, como quase tudo que envolve criação, precisa ser adaptado a cada situação, mas alguns pontos gerais podem e devem ser considerados.

Título e Subtítulo são primordiais para chamar a atenção e obter a conversão com uma landing page. De acordo com o copyblogger, referência em copywriting, 80% das pessoas que chegam em uma página da web leem apenas o cabeçalho. Desse modo, título e subtítulo precisam ser claros e objetivos, deixando evidente qual a proposta da landing page.

Uma boa imagem também é primordial em uma landing page, e uma boa escolha pode ser a diferença entre ocorrer a conversão ou não. Deve-se dar prioridade a imagens específicas, que descrevem bem o que você tem a oferecer. Caso o produto possa ser mostrado de alguma forma, é recomendável que o faça. Uma landing page de alta conversão usa com maestria as ferramentas visuais para o convencimento.

O formulário é o local onde a magia da conversão acontece na landing page. É onde o consumidor fornece seus dados. De modo geral, deve existir um balanço na landing page entre os dados que você pede e os leads que vai fornecer. Além disso, não é regra, mas, geralmente, quanto mais informações requeridas na Landing Page, menor a taxa de conversão. Entretanto, não se sinta acanhado em pedir todas as informações que a landing page necessita para se transformar em uma estratégia de marketing eficiente

Por fim, para criar uma boa landing page, é necessário descrever a oferta de maneira clara. Uma landing page de alta conversão consegue retirar os pontos de dúvidas e alinhar as expectativas dos clientes. Para atingir esse objetivo, recomenda-se que o criador da landing page cultive algumas das boas práticas. Dentre elas estão: usar bullet points, escrever fragmentos curtos e de fácil leitura na landing page, fale de benefícios que a landing page oferecerá, destaque pontos-chave do produto e da landing page em negrito, e escolha pontos específicos da landing page para abordar nesta página e fazer a conversão.

Dentre outras coisas que podem estar presentes em uma landing page de alta conversão estão, o direcionamento de olhar do cliente, ou seja, determinar onde o internauta deve reter a atenção. Senso de urgência, determinado um tempo para que a oferta acabe e a chamada prova social.

Oportunidades de negócio e landing pages

Não apenas para a conversão de consumidores que a landing page é útil, ela serve também para outras coisas em sua estratégia de marketing, algumas delas são.

Uma boa landing page facilita seu lead scoring, priorizando assim os leads com maior potencial de conversão. Isso ocorre pois cada ação que um contato toma, rende pontos a ele. Por exemplo, se o consumidor cai em uma landing page de alta conversão no fim do funil, ele está mais pronto para a compra. Logo, a landing page ajuda a equipe de vendas, facilitando a conversão,otimizando o tempo e aproveitando as melhores oportunidades.

A landing page também ajuda a segmentar contatos. Dependendo da conversão de um contato em um material específico na landing page, você pode criar conteúdos direcionados e garantir uma taxa de conversão maior. Se você trabalha com um número maior de produtos e, por consequência, de personas, dá para distinguir os seus clientes através da conversão na landing page.

Por fim, mas não menos importante, a landing page é talvez a forma mais barata para se fazer conversão de clientes e geração de oportunidades. A landing page otimiza tempo e custo, pois você consegue muita informação de pessoas que demonstram ter interesse em  você. 

No modo convencional, esta conversão custaria milhares de ligações telefônicas ou horas e horas de entrevistas. Ou seja, são coisas que exigem muito mais trabalho, muito mais mão de obra e muito mais tempo. Uma boa landing page pode ser toda a força motriz de sua estratégia de marketing, gerando oportunidades únicas.

Agora que você já sabe o que é landing page e como fazê-la, a Sapium oferece cursos para tornar seu negócio digital ainda melhor. Confira no site!

sapiumblog

Deixe uma resposta