Erros comuns que atrapalham as vendas dos seus cursos

Os cursos online são uma grande aposta para a atualidade, mais do que isso, estão ganhando cada vez mais espaço e força no mundo virtual. Com eles, é possível aumentar o seu alcance, construir um público fiel, compartilhar as suas experiências próprias e ter uma renda extra.

É muito simples criar e vender o seu próprio curso online, mas alguns erros podem ser decisivos no sucesso do seu curso. Para evitar erros de venda, trouxemos 6 dicas para você melhorar a sua técnica de vendas de seus cursos online. Confira:

Conheça a técnica de vendas eficaz para cursos online e evite os principais erros de venda. | Foto: Freepik

Os erros mais comuns em vender cursos online estão baseados no marketing e na criação do próprio conteúdo ministrado. Vejamos alguns dos principais erros. 

O que não devemos fazer ao realizar uma venda?

Não pensar pelo ponto de vista do aluno

O ministrante do curso pode até ter muita experiência com a área, mas de nada adianta se ele não souber os objetivos dos alunos dele. Para atrair o público-alvo para as inscrições, é preciso entender, antes de mais nada, qual é o perfil dos seus alunos, por quais dificuldades eles estão passando, o que eles precisam e gostariam de saber sobre o assunto ministrado.

Um dos principais erros de venda é fazer o curso que você deseja, e não o que o seu aluno precisa. Tente usar pesquisas e formulários a seu favor, conhecendo melhor o seu público-alvo.

Não investir em uma boa plataforma

Outro erro que surge no processo de venda de cursos online é a falta de preocupação com a plataforma que abriga o seu curso. É importante levar em consideração as funcionalidades oferecidas por ela, a versão para celular e a rapidez da plataforma. Escolha aquela que ofereça a melhor experiência para o seu público-alvo, que ficará mais interessado em adquirir o seu curso.

Além disso, um domínio mediano não transmite profissionalismo, não tem um bom posicionamento nos principais mecanismos de busca e está sujeito a ser suspenso sem aviso prévio. Escolher uma boa plataforma também é uma forma de cuidar da sua imagem transmitida aos alunos. 

Fazer um conteúdo longo e não autoral

O conteúdo do seu curso é o principal e não pode ter baixa qualidade. É normal querer transmitir o máximo de conteúdo para os seus alunos, mas isso deve ser feito de forma direta e prática. Um curso muito longo pode sobrecarregar os alunos e fazer com que eles não se sintam motivados a aprenderem e desistam no meio do caminho.

O ideal é que os cursos online tenham entre cinco a sete módulos, divididos em três a cinco partes. Você também pode dividir o conteúdo em dois cursos complementares.

Além disso, dentro do conteúdo do curso online, a qualidade é mais importante do que a quantidade. Criar um conteúdo de qualidade não é fácil e requer muito esforço, mas os resultados alcançados são muito bons. Nunca copie e cole textos e imagens da internet, para ter sucesso no seu curso você precisa ser original.

Copiar conteúdo não traz credibilidade e nem autoridade no assunto. Além disso, os mecanismos de busca penalizam sites que copiam conteúdos de outros, impedindo as visitas e o alcance do seu curso. Se você tem dificuldade em redigir o conteúdo, você pode contratar um redator freelancer, que além de trazer qualidade na escrita, utiliza técnicas de SEO que melhoram o posicionamento e o alcance do seu site e do seu curso online.

Não usar o marketing a seu favor

Muito tempo pode ser gasto na produção do conteúdo do curso. Mas o que adianta ter um bom conteúdo se ele não é visto por ninguém? O marketing é a peça fundamental que liga o seu público-alvo aos conteúdos que você vende.

É preciso fazer um contato direto com o seu cliente, apresentando o seu curso a ele. Pense em como vai anunciar e divulgar o curso, aposte nas redes sociais. Uma boa opção é o Youtube, que pode atrair clientes, estabelecer autoridade e aumentar as vendas com vídeos rápidos e simples.

Ter uma mentalidade imediatista

Vender um curso online não traz resultados do dia para a noite, sem esforço. Os cursos online trazem uma boa renda, mas isso demanda tempo e paciência. Até você criar autoridade e ganhar a confiança do seu público-alvo leva muito trabalho, porém, seguindo uma série de bases, você conseguirá alcançar as suas metas.

O essencial é divulgar o seu trabalho e o seu curso nas redes sociais, que possuem um alcance muito grande. Além disso, é interessante criar um site com um blog de conteúdo de qualidade relacionado ao do seu curso, com técnicas de SEO, para ganhar espaço no meio, estabelecer a sua marca e aumentar a troca com os potenciais alunos. 

Não se basear em um passo a passo

Vender cursos online é um processo, que começa desde a criação do tema até a entrega do material aos alunos. Por isso, é muito importante seguir um passo a passo e não dar um passo maior do que você consegue lidar. Comece pensando com calma em como será o curso, qual será o público-alvo e onde ele vai estar disponível. Depois, planeje o conteúdo e, por último, monte as estratégias de marketing e de venda do seu curso.

Para te ajudar nesse processo, hoje em dia há diversos cursos online que te ensinam a detectar diversos erros de venda e a aplicar técnicas de vendas funcional no seu negócio. Você pode encontrar vários deles na Sapium, uma comunidade de e-learning e networking integrada com um ambiente de estudo interativo e infraestrutura completa para o aluno criar e expandir seu negócio digital.

Aprenda mais sobre como vender, aplique nos seus cursos online, evite os erros que citamos acima e tenha o retorno que você sempre esperou. A venda de cursos pode ser desafiadora, mas espalhar o seu conhecimento para alunos de diferentes lugares é gratificante.

sapiumblog

Deixe uma resposta